Seguidores

9 de abr de 2011

Projeto anti-bullying é motivo de encontro

Os alunos das oitavas séries assistiram ao filme Código de Honra, momento em que tiveram a oportunidade de fazer reflexão sobre o assunto, a partir das questões propostas pela disciplina de Língua Portuguesa.

Sinopse do filme: Nos anos 50, David Greene (Brendan Fraser), garoto de família simples, consegue entrar numa escola particular de prestígio. Apesar de não ser rico, é aceito pelos colegas graças a sua simpatia e ganha popularidade com seu desempenho no time de futebol. No entanto, quando descobrem que ele é judeu, tudo muda. A história fica mais tensa ainda, quando um professor encontra o papel de uma cola durante uma prova. David sabe de quem é a cola, entretanto os alunos cogitam jogar a culpa em seus ombros.

Questões para reflexão:

1- Justifique o título do filme.
2- Em certo momento do filme, David precisa tomar uma grande decisão. Que decisão é esta? Você concorda com a decisão de David? E, se fosse você, que decisão tomaria? Justifique a resposta.
3- David é um garoto de família simples que consegue entar numa escola particular de prestígio. Pelo seu desempenho no time de futebol e graças a sua simpatia ganha popularidade. No entanto, quando descobrem que ele é judeu, tudo muda. Você concorda com a atitude dos colegas de David, quando decidem que ele não mais fará parte do grupo? Justifique a resposta.          
4- O que significa ser uma pessoa honrada para você?
5- Você, como aluno, já presenciou uma situação semelhante a de David? Em caso afirmativo, qual foi o seu posicionamento sobre o acontecimento? Justifique a resposta.
6- Escreva um parágrafo fazendo um comentário sobre o filme que você assistiu.

Alunos das oitavas assistindo ao filme

Alunos das oitavas assistindo ao filme

Um comentário:

Anônimo disse...

Oi sorinha,gostei muito do livro do Cláudio Levitan "Porto Alegre no livro das crianças perdidas".Que me fez conhecer sobre nossa cidadede,e principalmente quando vi o escritor pessoalmente,e até ganhei um autografo do Cláudio achei um máximo.